Bicho Geográfico

Blog sobre Atualidades e Geografia

Brasileiros descobrem estrutura glacial de 15 milhões de anos na Antártica

Publicado por Sandro Meira em 22/03/2012

Segundo cientistas, pavimento de clastos glacial é fundamental para esclarecer a história paleoclimática da região durante o período Mioceno

22 de março de 2012 | 9h 07

Agência Fapesp

AE - O continente antártico passou por uma fase de glaciação há cerca de 10 milhões de anos

Pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) identificaram uma estrutura glacial fundamental para esclarecer a história paleoclimática da Antártica durante o período Mioceno (há cerca de 15 milhões de anos).

A estrutura – denominada pavimento de clastos glacial – comprova ter havido um período de expansão do manto de gelo da Antártica Ocidental, após o intervalo de aquecimento, denominado Ótimo Climático do Mioceno, quando se estima que o manto de gelo antártico começou a se expandir.

Os detalhes do estudo serão apresentados em julho durante a conferência bienal do Scientific Committee on Antarctic Research (Scar), que será realizada em Portland, nos Estados Unidos.

“O pavimento documenta um importante evento paleoclimático da Antártica Ocidental durante o Mioceno”, disse Antonio Carlos Rocha Campos, professor do Instituto de Geociências da USP e coordenador do projeto à Agência FAPESP. Rocha Campos conduziu projetos apoiados pela FAPESP, entre os quais o Temático “Controles tectônico, climático e paleogeográfico das características, gênese e preservação de depósitos glaciais pré-cenozoicos do Brasil”.

(…)

Incêndio da estação brasileira

Rocha Campos e colegas de seu grupo na USP ficaram alojados na Base Argentina Marambio e alguns deles já haviam voltado ao Brasil quando ocorreu o incêndio na Estação Antártica Comandante Ferraz (EACF) – a base do Proantar no continente – no final de fevereiro.

Segundo Rocha Campos, a pesquisa que executam não depende da estação brasileira. “Mas é claro que lamentamos profundamente a perda da EACF pela sua importância simbólica e científica e, mais ainda, a de vidas humanas”, destacou.

Como a maioria das rochas em volta da estação é vulcânica e o grupo de pesquisa de Rocha Campos se dedica ao estudo de rochas glaciais, os pesquisadores montam acampamento ou solicitam alojamento em alguma estação perto da região onde realizarão suas pesquisas, como a da Argentina, na ilha de Seymour.

Veja matéria completa em: http://www.estadao.com.br/noticias/vidae,brasileiros-descobrem-estrutura-glacial-de-15-milhoes-de-anos-na-antartica,851866,0.htm, acesso em 22 amr. 2012.

About these ads

Uma resposta para “Brasileiros descobrem estrutura glacial de 15 milhões de anos na Antártica”

  1. Lays Zanotto disse

    Eu achei muito interessante esta noticia pois agora com essa descoberta que os pesquisadores da Universidade de São Paulo fez eles podem esclarecer a historia paleoclimatica da Antártica durante o período Mioceno, e com isso mostra que mesmo o Brasil não tendo mais a Estação Antártica Comandante Ferraz (EACF) eles ainda podem descobrir varias coisas mas com a estação facilitaria mais as pesquisas.
    MN-9ºB

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 31 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: